É hora de aparecer: publicidade e a crise

Em um período de crise econômica como este que estamos vivendo, não é só normal mas essencial que reavaliemos nossos gastos e cortemos alguns deles para manter nosso negócio funcionando.

O problema é que muitos empreendedores não possuem a noção exata do que pode ou não ser cortado e, confundindo os conceitos de importância, deixam de investir justamente naquilo que pode trazer mais clientes para sua loja.

publicidade-01

Imagine alguém sugerindo que você fechasse a vitrine de sua loja e deixasse de expor seus produtos ali para economizar. Acharia esta uma boa ideia? Pois é exatamente isso o que você faz quando deixa de investir na publicidade de seu negócio. Como seus clientes irão até a sua loja conhecer e comprar roupas infantis se nem sabem que ela existe?

As pessoas estão comprando menos e sendo mais seletivas na hora de gastar seu dinheiro. Muitos lojistas não estão investindo em publicidade, à espera da economia melhorar. Este é o momento ideal para que você seja a primeira opção de seus clientes, de ir atrás deles e mostrar que, mesmo com a crise, seu negócio está funcionando e ainda é a melhor opção para eles.

publicidade-03

E um aspecto interessante da publicidade é que, sendo criativo, você pode atingir resultados incríveis com orçamentos modestos. Promoções, fidelização, redes sociais, panfletos e mail-marketing são apenas algumas das soluções mais em conta disponíveis, mas nada impede de usar outras ou até mesmo inventar a sua própria!

Em um recente artigo no jornal Folha de São Paulo, o publicitário Nizan Guanaes debateu sobre a necessidade da publicidade na crise e encerrou seu texto com uma frase de Skakespeare, definido por ele como “uma das mentes mais criativas da história”. Reproduzimos aqui a frase, pois ela deve guiar nossas ações em momentos como o atual:

“É melhor três horas adiantado do que um minuto atrasado”.

publicidade-02

(Imagens: Reprodução)

É hora de aparecer: publicidade e a crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo