Fique de olho: setor de puericultura movimenta milhões todos os anos

setor de puericultura

O setor de puericultura só cresce em todo o mundo e no Brasil há pelo menos dez anos não apresenta queda, o que é e algo surpreendente se formos pensar na crise econômica que o país vem enfrentando nos últimos anos.

Segundo a Associação de Produtos Infantis o segmento tem apresentado um crescimento de 8% em média desde 2013, um excelente motivo para a indústria comemorar, não é mesmo?

Afinal, são milhares de produtos novos que surgem a todo o momento, produtos destinados a crianças de 0 a 3 anos, com exceção de brinquedos e roupas.

setor de puericultura brasileiro

São carrinhos de bebê que viram mochila, mamadeiras com formatos diferenciados, chupetas que ascendem no escuro, cadeirinhas super confortáveis, termômetros que controlam a temperatura através de aplicativos, artigos de segurança e por aí vai.

Com o mercado tão aquecido e pais ávidos por dar o melhor para seus pequenos, o setor é um dos melhores para quem quer empreender e se tornar especialista no assunto. Fique de olho!

Antes de abrir o negócio

Para quem vai abrir um negócio no ramo de puericultura, é aconselhável pesquisar detalhadamente as condições da atividade na região onde planeja se instalar. Outro ponto importante é começar pelo básico e aumentar a variedade conforme a procura.

O que vender

Uma boa loja de artigos para bebês oferece desde fraldas a produtos de puericultura leve (mamadeiras, chupetas, conjuntos de escova e pente, jogos de prato e talheres, mordedores, etc); de puericultura pesada (carrinhos, cadeirinhas, banheiras) e demais itens como mantas, lençóis, cobertores, edredons, travesseiros, materiais de higiene, enfeites de portas e acessórios para auxiliar a mãe na amamentação.

Escolhendo os fornecedores

Selecionar bem os fornecedores e construir um relacionamento de confiança é o caminho ideal para conseguir preços competitivos. Para isso, é preciso conhecer a fundo o modo com que os fornecedores trabalham, pois muitos exigem uma quantidade mínima de compra por mês. Na maioria dos casos vale a pena se sujeitar, principalmente quando os produtos possuem selo do Inmetro, um atestado de segurança mais do essencial na venda de artigos de puericultura.

Alguma dúvida de que investir no setor de puericultura pode ser uma excelente oportunidade de negócio?

Fique de olho: setor de puericultura movimenta milhões todos os anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo