Norma de Segurança para roupas infantis

norma de segurança

No mês de maio a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e a ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), juntamente com outras entidades do setor de confecção como a INMETRO e a ONG Criança Segura publicaram a nova Norma ABNT NBR 16365/2015, que se refere a segurança para roupas infantis.

qualidade roupas infantis

O objetivo dessa nova Norma é principalmente prevenir os acidentes que ocorrem devido à má confecção das peças de vestuário infantil e também servir como forma de orientação para a indústria têxtil no momento de fabricação dessas peças. Ela foi elaborada levando em consideração as atividades cotidianas de cada faixa etária das crianças.

Por enquanto, a Norma de Segurança para roupas infantis é voluntária, ou seja, as confecções podem optar por se adequar ou não às novas regras. Para a norma ser oficializada como lei, pode demorar um período de 6 meses a 1 ano. A partir de então, todas as confecções (e também o varejo) serão fiscalizadas e obrigadas a seguir as medidas de segurança. Quando isso acontecer, os produtos vendidos em e-commerce, por catálogo e as peças importadas também estarão sujeitas à fiscalização.

normas de segurança

Algumas das regras são:

  • Os cordões devem ser curtos (com no máximo 5 cm) e sem extremidades livres, possuindo ajustadores para poderem ser alargados em caso de acidente.
  • O zíper das peças não devem ter aberturas no puxador e também é recomendado que seja feita uma proteção em tecido do lado de dentro do zíper para que a criança não machuque a pele.
  • Botões, lantejoulas, spikes e outros adereços deverão ser muito bem presos para evitar que a criança os arranque consiga engolir ou inalá-los.
  • As costuras não devem ser grossas ou possuir acabamentos protuberantes, assim como as etiquetas não devem ser costuradas com fios de poliamida, que podem machucar por serem grossos.

A nova Norma de Segurança para roupas infantis é extremamente importante e um marco no setor têxtil e de confecção brasileiro. A Paulimar já se adaptou. E você?

(Imagens: Reprodução)

Norma de Segurança para roupas infantis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo